Revista Colorada
A Revista Colorada é um portal de notícias do Sport Clube Internacional, escrita de torcedor para torcedor. Um dos melhores sites de Informações, entrevistas, opiniões com muita exclusividade você encontra aqui.

Andrezinho lembra do Mundial de 2010: “Não houve uma preparação adequada”

Foto: Divulgação
Guerrero

Ex-Inter, o meia Andrezinho, que defendeu o clube de 2008 até o ano de 2011, falou em entrevista para o canal Vozes do Gigante nesta terça-feira. O jogador, que deixou o clube gaúcho para defender o Botafogo, comentou a preparação para o Mundial de 2010.

Primeiro, Andrezinho respondeu aos colegas como se sentiu sentiu por não ter entrado no confronto contra o Mazembe.

“Aquele momento pós derrota foi um silêncio total e eu sempre fui um cara que respeitei a hierarquia. Estando certo ou errado, eu sou comandado. Não cabia naquele momento questionar alguma coisa. Até porque eu estaria sendo covarde. Ali estava todo mundo no mesmo barco. Mas realmente fiquei triste por não ter participado deste jogo”.

Depois, ele também falou sobre a preparação para a partida contra o Mazembe.

“Eu vou ser bem sincero. Futebol já está mais que provado que se ganha dentro das quatro linhas. A gente tinha passado por uma experiência destas. Na Libertadores, muitos diziam que a final antecipada era Inter e São Paulo. E a gente passou no sufoco para o jogo contra o Chivas. Ali a gente viu que tinha que entrar concentrado, que o Mundial não seria fácil. Mas no meu ponto de vista não houve uma preparação adequada para aquele jogo. Lembro que no dia da viagem o Beira-Rio estava lotado. A torcida fez uma grande festa na nossa despedida. E acredito que ali não foi uma boa preparação. Devido a proporção, acredito que foi parecido com a Seleção Brasileira, que perdeu aquele título em 2006”, afirmou Andrezinho.

“Acredito que, quando você vai disputar uma competição destas, não que tenha havido negligência, mas assim, quando você vai disputar uma competição tão importante, e isso também não é garantia de título, o Tite tem uma fala que no Mundial a gente poderia ter usado mais isso. Quando você se prepara bem, isso não é garantia de vitória, mas te deixa mais próximo dela. Então, assim, acredito que ali, infelizmente a gente deixou essa euforia de fora para dentro. Deixamos entrar ”, completou o ex-meio-campista.



Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler políticas