Destaques

Retrospecto do Inter decidindo em casa na Libertadores

O Internacional já decidiu 10 vezes no estádio Beira-Rio no mata-mata da Libertadores. Ao todo, o Inter se deu bem em 8 – seja com um empate suficiente para título ou classificação ou vitória. Foram em duas oportunidades que o colorado perdeu.

1989 – Inter 2×3 Olimpia – semifinal

Na ocasião, o Inter iria para a final, após ter vencido por 2 a 1 no Paraguai. O colorado foi derrotado de forma dramática no Beira-Rio. O time comandado por Abel Braga perdeu nas penalidades por 5 a 3. O Olimpia se sagrou campeão daquele ano. Luís Fernando e Dacroce fizeram os gols colorados.

O Inter tinha: Taffarel; Norton, Arriguegaray, Casemiro e Edu Lima; Luís Fernando, Dacroce, Norberto (Leomir) e Paulo Bonamigo; Heider e Nílson.

2006 – Inter 0x0 Nacional – oitavas de final

Após vencer por 2 a 1 no Uruguai, o colorado recebeu o Nacional. Um empate em 0 a 0 classificou o Inter para a próxima fase da competição, que seria conquistada pelo Inter naquele ano.

O time, também comandado por Abel Braga, tinha: Clemer; Élder Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Fabinho, Alex, Edinho, Mossoró e Adriano Gabiru; Fernandão. A partida ainda teve Perdigão, Michel e Iarley, que substituíram Alex, Adriano e Mossoró.

2006 – Inter 2×0 LDU – quartas de final

Após ser derrotado no Equador, em sua única derrota no torneio daquele ano, o Inter fez o placar necessário para a classificação. A vitória por 2 a 0, com gols de Rafael Sobis e Rentería, o campeão Internacional avançou.

O time de Abel Braga foi a campo com: Clemer; Élder Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Fabinho, Alex (Perdigão), Edinho e Tinga (Adriano Gabiru); Rafael Sobis (Wason Rentería) e Fernandão.

2006 – Inter 2×0 Libertad – semifinal

A ida em 0 a 0 no Paraguai e a vitória por 2 a 0 no Beira-Rio classificaram o colorado para a final da Libertadores pela segunda vez na história. O Libertad, de Pablo Guiñazú, sofreu os gols de Alex e Fernandão.

Abel Braga mandou a campo: Clemer; Bolívar, Índio (Wellington Monteiro) e Fabiano Eller; Ceará, Fabinho (Wason Rentería), Edinho, Alex (Perdigão) e Jorge Wagner; Rafael Sobis e Fernandão.

2006 – Inter 2×2 São Paulo – final

O Internacional venceu com gols de Rafael Sobis por 2 a 1 no Morumbi. A volta no Beira-Rio terminou empatada, mas o colorado conquistou seu primeiro título naquela temporada. O empate por 2 a 2 se deu graças aos gols de Fernandão e Tinga.

O time campeão daquele ano tinha: Clemer; Bolívar, Índio e Fabiano Eller; Ceará, Edinho, Alex (Michel), Tinga e Jorge Wagner; Rafael Sobis (Ediglê) e Fernandão.

2010 – Inter 2×0 Banfield – oitavas de final

O Inter perdeu por 3 a 1 na Argentina, após uma partida polêmica. Na volta, no Beira-Rio, o colorado venceu o Banfield de James Rodríguez por 2 a 0, com gols de Alecsandro e Walter.

O time de Jorge Fossati foi a campo com: Pato Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Gonzalo Sorondo e Fabiano Eller; Glaydson, Pablo Guiñazú, Sandro, Andrés D’Alessandro e Andrezinho (Giuliano); Alecsandro e Walter (Éverton).

2010 – Inter 3×2 Chivas – final

O Internacional venceu por 2 a 1 no México. No jogo de volta, com outra vitória, o time de Celso Roth conquistou a sua segunda Libertadores. Os gols colorados foram de Rafael Sobis, Leandro Damião e Giuliano.

O time campeão de 2010 foi a campo com: Renan; Nei, Bolívar, Índio e Kléber; Sandro, Pablo Guiñazú, Tinga (Wilson Mathias) e Andrés D’Alessandro; Rafael Sobis (Leandro Damião) e Taison (Giuliano).

2011 – Inter 1×2 Peñarol – oitavas de final

No segundo fracasso colorado no Beira-Rio, o time de Paulo Roberto Falcão foi eliminado após empatar em 1 a 1 no Uruguai. O gol colorado, no início da partida, foi de Oscar. Com dois gols relâmpagos, o time de Montevidéu se classificou.

Falcão mandou a campo: Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Mario Bolatti, Pablo Guiñazú, Oscar, Andrezinho e D’Alessandro; Leandro Damião. Ainda entraram na partida Paulo César Tinga, Rafael Sobis e Ricardo Goulart.

2015 – Inter 3×1 Atlético Mineiro – oitavas de final

Na última vez que o Inter jogou uma oitavas de final, o Inter venceu e eliminou o Atlético de Minas Gerais. No confronto de brasileiros, o Inter derrotou o alvinegro com gols de Valdívia, Lisandro López e um golaço de Andrés D’Alessandro.

Diego Aguirre mandou a campo: Alisson Becker; William, Juan, Alan Costa e Ernando; Rodrigo Dourado, Charles Aránguiz, Valdívia e Andrés D’Alessandro; Eduardo Sasha e Lisando López. Também jogaram Réver, Nico Freitas e Jorge Henrique.

2015 – Inter 2×0 Santa Fé – quartas de final

Na última vez que o Inter decidiu em casa pela Libertadores foi um sucesso. O colorado foi derrotado na Colômbia por 1 a 0. No Beira-Rio, o colorado derrotou o time de Seijas e Mina por 2 a 0, com gols de Juan aos 3 minutos e Rafael Moura, no apagar das luzes.

O Inter de Aguirre foi a campo com: Alisson Becker; William, Juan, Ernando e Geferson (Rafael Moura); Rodrigo Dourado, Charles Aránguiz e Andrés D’Alessandro; Eduardo Sasha (Valdívia), Nilmar (Alex) e Lisandro López.

2019 – Inter x Nacional – oitavas de final

O colorado enfrenta o Nacional na noite de hoje (31), às 19h15. Após vencer no Uruguai com gol de Guerrero. Para classificar, o Inter tem a vantagem de poder empatar.

O time de Odair Hellmann deve ir a campo com: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick e D’Alessandro; Nico López e Paolo Guerrero.

- Quer ficar informado sobre tudo o que acontece com o Internacional e seus adversários? Clique aqui, baixe o aplicativo da Revista Colorada e obtenha todas as informações na palma de sua mão!
Etiquetas

Revista Colorada

Há 5 anos trabalhando com informações relevantes em prol do Sport Club Internacional.

Artigos relacionados

Loading...
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor leitor colorado, desativar seu Adblock. Nosso site não possui propagandas com vírus, temos um ambiente seguro.