Odair Hellmann: “Gera muito mais desgaste, mas esse é o nosso nível”

Odair falou sobre o Gre-Nal, lesões, Sarrafiore e o Nacional

Foto: David Pires
Paolo Guerrero
Nico Lopez
0

Odair Hellmann concedeu entrevista coletiva após o clássico 421. O treinador avaliou o jogo para os repórteres, logo após o vice de futebol Roberto Melo. Ambos enxergaram a partida da mesma maneira.

“A gente fez o primeiro gol e poderia ter feito o segundo. No segundo tempo perdemos a intensidade e demos espaço para o Grêmio tocar a bola. Mesmo assim, não criou nada. Cruzou uma bola para a área e o Grêmio fez o gol. É que não conseguimos manter a intensidade do primeiro tempo e nossa transição não aconteceu”, disse Odair.

Ao ser perguntado sobre Heitor, Odair não se conteve para elogiar o seu atleta. O jogador de 18 anos fez sua estreia em Gre-Nal pelo profissional e apenas seu segundo jogo na equipe principal.

“Ele é uma realidade. Mais um jogador que o Internacional forma e que mesmo com a dificuldade de ter tomado o cartão muito cedo, ele foi muito bem. Foi muito consistente e maduro. Até por isso o deixei o jogo todo. Hoje ele é uma realidade do clube e está apto para jogar as partidas porque tem mostrado isso dentro do jogo”, elogiou o treinador.

Odair foi questionado sobre o uso da equipe alternativa para o Campeonato Brasileiro. O treinador não titubeou e respondeu que sim, à princípio, manterá o esquema de descansar os atletas após jogos cansativos.

“Eu sempre falo que para que você consiga disputar este nível de jogo tem algo a mais. Gera muito mais desgaste, mas esse é o nosso nível e a gente vai tentar manter sempre ele. Trabalhar para isso”, disse.

“É estratégia. Se repete o time hoje, não tem o mesmo nível de intensidade de quarta-feira e corre risco de perder jogadores, como o Flamengo perdeu”, complementou o treinador.

O Inter teve a baixa de Emerson Santos durante a partida. Antes do início do jogo, o Departamento Médico do Inter informou à imprensa da lesão de Roberto, que deve ficar fora por 10 dias, tratando de sua coxa esquerda. Odair falou sobre as opções para a defesa colorada.

“O Roberto já tinha sentido. O Emerson vamos avaliar ainda. O Klaus tinha sentido um desconforto um dia antes. Moledo com uma situação não bem recuperada ainda. Temos que avaliar até o último instante para levar o jogador mais bem disponível”, disse.

Odair também falou de Sarrafiore. O atleta ficou no banco de reservas hoje. A torcida colorada reclamou que Parede havia recebido a chance.

“Ele não perdeu espaço e nem está sendo preservado pra quarta. Nesse jogo, eu achei que precisávamos de um jogador mais agudo. Eu queria dois jogadores de velocidade e amplitude pelo lado do campo. É estratégico”, explicou Odair Hellmann.

Para finalizar, o treinador colorado mudou o foco para a Libertadores. Quarta-feira, o Internacional irá jogar no Uruguai, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

“Eu vi muito o Nacional. Aproveitei o tempo da parada (para a Copa América). É um time de muita competitividade. Time de marcação muito forte. Transição rápida. É um time bem compactada. Agressivo no homem da bola. No mínimo a gente vai ter que competir, duelar, disputar esse jogo e depois fazer o nosso jogo de bola no chão”, finalizou Hellmann.


- Quer ficar informado sobre tudo o que acontece com o Internacional e seus adversários? Clique aqui, baixe o aplicativo da Revista Colorada e obtenha todas as informações na palma de sua mão!

- Quer ficar informado sobre tudo o que acontece com o Internacional e seus adversários? Clique aqui, baixe o aplicativo da Revista Colorada e obtenha todas as informações na palma de sua mão!
Comentários
Carregando comentários...

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies