Em 2015 Paolo Guerrero detonou a arbitragem em jogo do Flamengo diante do Palmeiras

Foto: Divulgação / Inter
Paolo Guerrero
Nico Lopez
0

Logo após a derrota do Inter para o Palmeiras, na última quarta-feira, o centroavante Paolo Guerrero detonou a arbitragem de Wilton Pereira Sampaio.

“É complicado jogar com ele apitando tudo para eles, para gente nada. Não sei. Aqui é difícil cobrar porque você joga com um jogador a menos, que é o juiz. “É incrível, ele apita tudo para eles e para a gente não apita nada. É sacanagem! Mas eu vou falar o que? Eu não sou brasileiro. Para mim não dá para cobrar nada. Então é injusto. Jogar futebol aqui é f…”, disse ao canal SporTV, na saída do gramado.

Antes já havia reclamado no confronto contra o time paulista pelo Brasileirão, quando o colorado também foi derrotado por 1 a 0.

“É complicado jogar aqui contra 12, o time do Palmeiras e mais o juiz”.

Ainda em 2015, com a camisa do Flamengo, Guerrero já havia reclamado ao atuar em território do time paulista. Na ocasião, a equipe do Rio foi perdeu o jogo por 4 a 2 e Paolo reclamou de duas penalidades não marcadas por Igor Junio Benevenuto, do Minas Gerais.

“Eu espero que o Flamengo faça alguma coisa contra a CBF, contra a comissão de arbitragem, não sei. Mas tem que fazer alguma coisa. É uma situação que não pode acontecer. O juiz falou para mim que não achou pênalti. Se achou que eu me joguei, tinha que ter me dado amarelo, e não deu”, disparou ele.

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies