Colorada que agrediu gremista após o Gre-Nal 421 se pronuncia: “Não queria agredir ninguém”

Foi um ato impulsivo", disse a torcedora. 

Foto: Reprodução
Paolo Guerrero
Nico Lopez
0

Após o último clássico Gre-Nal, no sábado, uma torcedora colorada agrediu uma gremista. Ao lado, estava uma criança chorando, querendo a camiseta tricolor. O fato aconteceu no espaço destinado à torcida do Inter. O ocorrido viralizou nas redes sociais com a gravação do ato. Ela deu entrevista à equipe da Gaúcha ZH, mas preferiu se manter como não identificada.

“Após finalizar o jogo, fiquei dentro do estádio, aguardando alguns minutos, por causa do congestionamento. Então avistei a torcedora agitando a camisa do Grêmio em direção à torcida do Grêmio. Fui ao encontro dela e comecei a gritar para baixar a camiseta e disse que ali não era o lugar dela. Ainda questionei o exemplo que ela estava dando para o filho. Num ato impulsivo, tentei baixar a camiseta. Baixei. Começamos a nos empurrar. Chegou o segurança, nos separou, tirou do estádio. Foi um ato impulsivo”, disse a torcedora.

Após o ato, jogadores da dupla Gre-Nal se dispuseram a ajudar a criança. Jean Pyerre, Everton e Nico López publicaram em suas redes sociais mensagens de suporte à vítima da agressão. Edenilson também repudiou o ato. O presidente do Inter, Marcelo Medeiros, soltou uma nota em seu perfil oficial no Twitter informando que ao ser identificada a agressora, o clube tomará medidas cabíveis como punição.

“Não gostaria de ter agredido. Também tenho filho e também o levo ao estádio. Se tivesse possibilidade, encontraria com certeza. Quero deixar um pedido de desculpas. Não procurei informações sobre quem é. Só quero deixar claro meu pedido de desculpa e não queria agredir ninguém. Só queria que baixassem a camiseta, por questões de segurança”, finalizou a torcedora colorada.

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies