Representante de Bruno Fuchs se manifesta após especulação envolvendo o Inter

O zagueiro atua com a camisa do CSKA, da Rússia

Crédito: Ricardo Duarte

Nesta terça-feira a FIFA autorizou os jogadores que atuam na Ucrânia e na Rússia a suspenderem os seus contratos até junho de 2023. Isso por conta do conflito entre os países.

O zagueiro Bruno Fuchs, vendido pelo Inter em 2020 CSKA, se encaixa neste perfil. No entanto, neste momento ele não pensa em deixar o time russo, segundo apurado pela reportagem da Revista.

“O Inter não procurou e não existe essa possibilidade. Em princípio ele fica no CSKA, permanece para cumprir o seu contrato que ainda tem duração de três anos”, afirmou Augusto Nogueira, seu representante, ao site.

Além do empresário, a reportagem também conversou com um familiar de Bruno Fuchs, que foi na mesma linha. Segundo ele, o conflito entre a Rússia e a Ucrânia não afetou o país e por isso não existe a ideia nesse momento de deixar o CSKA.

Bruno Fuchs foi vendido pelo Inter ao time russo em 2020 por 9,5 milhões de euros.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais