Presidente do Inter se manifesta após jogadores se recusarem a treinar por atraso no direito de imagem

O presidente do Inter concedeu entrevista na tarde desta quarta-feira

Foto: Reprodução

O presidente Alessandro Barcellos concedeu entrevista na tarde desta quarta-feira e falou sobre os jogadores terem se recusado a treinar na parte da manhã por conta de direitos de imagem atrasados.

“Os jogadores têm o direito como todo trabalhador, tem direito a esse contrato de imagem. Não vou fazer juízo quanto ao direito. O que nos surpreendeu é que o assunto estava sendo resolvido”, disse ele.

“Tinham recursos para entrar entre ontem, hoje e amanhã. Talvez se tivéssemos passado isso aos jogadores, estaríamos resolvidos”, completou.

“O clube utiliza seu fluxo sempre cuidando da legislação, para que se mantenha (o pagamento) as vezes adiantado, às vezes em dia e às vezes um ou dois meses atrasado”, seguiu o mandatário.

Ainda segundo o mandatário, metade do elenco Colorado recebe direito de imagem.

“São contratos diferentes, mais ou menos 45%/50% do nosso elenco tem contrato de imagem, a outra parte não tem”.

Barcellos, que confirmou o pagamento de dois dos meses atrasados de direito de imagem, também afirmou que a opção por não treinar na parte da manhã e somente à tarde foi em comum acordo com os atletas.

“É importante dizer que a decisão de transferir o treino foi de comum acordo. Para que eles viessem mais cedo e sentássemos para resolver. Um ponto forte é a transparência. Tivemos momentos difíceis na pandemia. E não é diferente agora”.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais