Inter é punido por acontecimentos no Gre-Nal

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Os acontecimentos do Gre-Nal 435, que não aconteceu e foi adiado, foram julgados nesta segunda-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul. O Inter foi punido em duas situações.

O Inter foi julgado pela pedrada de um de seus torcedores ao ônibus do Grêmio. O artefato causou danos ao veículo Tricolor e principalmente ao atleta Mathías Villasanti, que sofreu um traumatismo craniano e foi encaminhado ao Hospital Moinhos de Vento. O Colorado foi punido por unanimidade com uma multa de R$ 100 mil.

Outra causa para punição colorada foi o arremesso de cadeiras. O clube foi multado em R$ 50 mil após a torcida lançar os acentos em direção aos torcedores gremistas. Os visitantes não foram punidos por ausência de provas.

O Grêmio foi absolvido de uma acusação de racismo por um ato de um torcedor, que imitou um macaco. O TJD compreendeu como ato racista, mas por ser um movimento individual e não coletivo, absolveu o Tricolor. A falta de certeza sobre a data do vídeo também importou para a decisão.

Novos julgamentos devem acontecer nos próximos dias. O caso mais recente é de um celular arremessado em Lucas Silva no último sábado, na comemoração do terceiro gol do Grêmio. O clube informou que já identificou o agressor.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais