Sobre o técnico do Inter para 2022

Foto/Imagem:Marcelo Donadussi e Gabriel Heusi

A direção do Inter, se demitir Diego Aguirre, não deve apostar em treinador emergente de fora do país, como aconteceu com Miguel Ángel Ramírez.

Os dirigentes não querem arriscar no segundo ano de gestão e, desta forma, a ideia é inventar o menos possível.

Desta forma, hoje a tendência é que nomes como Eduardo Dominguez, do Cólon, e Sebastián Beccacece, do Defensa y Justicia, não sejam procurados pelo Colorado. Os dois foram citados por torcedores nas redes sociais.

Não é o caso de Juan Pablo Vojvoda, do Fortaleza, que tem contrato até o final do ano e cláusula de renovação automática.

O treinador argentino conta com a admiração dos dirigentes colorados e tem experiência no futebol brasileiro. Outros nomes como os de Abel Braga, Roger Machado, e Eduardo Coudet agradam.

O último, contudo, tem contrato até 2024 com o Celta de Vigo e multa rescisória alta. Assim, hoje não tem chances de voltar ao Inter.

Com Aguirre, o Colorado volta a jogar na segunda-feira, diante do Atlético-GO. O duelo será válido pela 37ª rodada do Brasileirão.

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais