Fernandão deverá receber título de capitão emérito do Inter

Foto: Luiz Gonçalves / CP Memória

Maior ídolo da história do Inter, Fernandão já tem estátua no Beira-Rio e nos próximos dias deverá receber o título honorífico de capitão emérito do clube.

Com 38 conselheiros assinando, a petição será apreciada pelo Conselho Deliberativo na noite da próxima segunda-feira, dia 29, com tendência de ser aclamada.

“Esta proposta de conceder uma láurea ao Fernandão surgiu em 2014, dois dias depois da morte dele. A proposta original foi do Cláudio Brito, nosso colega jornalista. Ele coletou as assinaturas, eu assinei na época e ela foi para a mesa do Conselho. Mas os anos foram passando e foi ficando. Então, em maio do ano passado, eu retomei a ideia e consegui o apoio até mesmo de pessoas de fora do Convergência Colorada, que é o meu movimento político. A gente vivia uma época de pandemia, e eu acho que o clube precisa de boas notícias, de coisas que reforcem a sua história”, explica ao GZH o conselheiro Norton Kappel, que propôs o título a Fernandão.

A seção do Conselho ainda irá analisar a concessão de título de torcedor emérito a três “celebridades” das arquibancadas.

Sérgio Antônio da Silva Vanacor, o “Macaco”, Jorge Luís de Oliveira, o “Nego Beleza”, e Noêmia Martins Fontoura, a “Vó Noêmia”.

“O que o Fernandão fez pelo Internacional tem uma dimensão gigante. É meu maior ídolo como colorado, e sempre defendi que os ídolos devem ser homenageados. O Fernandão já tem uma estátua e uma rua com seu nome próxima do Beira-Rio, mas merece todo tipo de homenagem, assim como outros ídolos do Inter. E eu espero que surjam novas iniciativas. Não é um fato que termina nele”, conclui o conselheiro Kappel.

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais