Nome de craque e encontro com ídolos: quem é o menino que chamou a atenção de Yuri Alberto

Foto: Arquivo Pessoal

A paixão ao futebol costuma vir do berço. No caso do menino Andres, de 8 anos, a história começa ainda antes do nascimento, quando o pai, Márcio Schaefer, escolheu o nome do filho. O pequeno colorado estava nascendo, mas já com nome de ídolo e com o destino selado em vermelho e branco.

A dupla colorada de pai e filho é de Pântano Grande, município do interior gaúcho, a 124 quilômetros de Porto Alegre, onde os dois vivem constantes emoções junto ao Internacional. A mais recente delas aconteceu na última quarta-feira, dia 13, quando o pequeno Andres conheceu seu novo ídolo, Yuri Alberto.

Ao sair de casa, Andres preparou um cartaz para mostrar no Beira-Rio durante a partida contra o América-MG: “Hoje vai ter gol do Yuri Alberto”. E de fato teve. O camisa 11 do Internacional não estava bem no jogo, mas antes do apito final, aproveitou o rebote em um chute de Caio Vidal e balançou as redes, se tornando o artilheiro isolado do Brasileirão e fazendo a alegria da torcida colorada.

Após o jogo, Yuri Alberto repetiu a cena ocorrida no último domingo, quando após fazer três gols contra a Chapecoense, foi para a beira do campo tirar fotos com os torcedores. Nesta quarta-feira, teve um encontro especial: o pequeno Andres, com o cartaz prevendo o gol do artilheiro.

Fotos: Arquivo Pessoal

 

“Minha paixão pelo Inter é enorme. Gosto do Yuri Alberto, porque faz os gols, por isso fiz o cartaz. Tinha certeza que faria o gol. Estou muito feliz com o encontro”, relatou Andres.

Mas você percebeu a semelhança do nome do pequeno torcedor, com um ídolo colorado? Sim, Andres Schaefer foi nomeado em homenagem ao antigo capitão e camisa 10 do Clube do Povo: Andrés Nicolás D’Alessandro.

“Sou fanático e sócio, desde 2010. Por isso, dei o nome ao meu filho de Andres, para homenagear o D’Alessandro, que para mim foi o maior e melhor jogador que vi no Beira-Rio. Sempre que posso, eu e meu filho vamos ao estádio, para torcer para o nosso time do coração. É muito gratificante ver a alegria estampada no rostinho dele e sentir toda a adrenalina da nação colorada”, disse o pai, Márcio Schaefer.

É possível dizer que Andres é um colorado de sorte. Em 2015, após um treinamento do Clube do Povo, o pequeno torcedor pôde se encontrar com o ídolo D’Alessandro. O encontro de dois colorados de coração, que dividem o nome e a paixão pelo vermelho e branco.

Foto: Arquivo Pessoal

 

Andres também teve o privilégio e o prazer de entrar no gramado do Gigante da Beira-Rio em 2019. O pequeno torcedor entrou junto com os atletas em uma partida do Internacional, realizando mais um sonho.

Sonhos, paixões e realizações. Talvez sejam essas três palavras que definam perfeitamente o que é torcer para um clube como o Internacional. O pequeno Andres, de ainda 8 anos, tem muito para viver ao lado do Clube do Povo com seu pai, mas também tem muita história para contar, a respeito de uma paixão que chegou antes mesmo do nascimento e não tem data para acabar.

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais