Presidente do Inter, Barcellos será julgado por ter ofendido árbitro no jogo contra o Athletico-PR

Foto: Divulgação

Presidente do Inter, Alessandro Barcellos será julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na próxima quarta-feira (8). O mandatário colorado será submetido a julgamento por supostamente ter ofendido o árbitro do duelo diante do Athletico-PR, que aconteceu no final de julho.

O confronto foi válido pela 13ª rodada do Brasileirão. O juiz Thiago Luis Scarascati registrou em súmula que Alessandro Barcellos teria lhe ofendido com palavras como “ladrão, safado e vagabundo” na zona mista da Arena da Baixada.

Na oportunidade, o Inter perdeu para o adversário paranaense por 2 a 1. O mandatário Colorado foi denunciado no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala em “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”.

Se confirmada a punição, o presidente do Inter poderá ter que pagar multa que varia de R$ 100 a R$ 100 mil, podendo, também, ser suspenso de 15 até 90 dias.

A súmula do duelo também faz referência a algumas reclamações feitas pelo coordenador de preparação física, Paulo Paixão, quando do final do primeiro tempo do jogo contra o Athletico-PR e também pelo executivo Paulo Bracks, no final do jogo.

“Ladrão, safado, não sei quem é pior: o árbitro ou quarto árbitro”, relata o documento assinado por Thiago Luis Scarascati.

- Receba as notícias do Inter em primeira mão no seu celular, baixe nosso aplicativo!
Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais