“Não vamos abrir mão do Edenilson”, afirma João Patrício Herrmann

Fotos: Ricardo Duarte
0

O volante Edenilson tem proposta do Al-Shabab, da Arábia Saudita. O clube árabe, no entanto, não quer pagar o valor da sua multa, que segundo seus agentes é de 3 milhões de dólares.

O valor oferecido é de 1,9 milhões de dólares e não agradou a direção colorada. Em meio a isso, o clube tentou sem sucesso adiantar alguns gatilhos que o meio-campista tinha a receber pelo atual contrato.

Isso visando que Edenilson permanecesse em Porto Alegre, uma vez que o jogador havia manifestado desejo de ser negociado. Após perder pênalti contra o Olimpia, ele e sua família foram ameaçados por torcedores.

Em entrevista para o Globo Esporte, João Patrício Herrmann, vice de futebol colorado, falou sobre a situação do meio-campista, descartando liberá-lo ao Al-Shabab sem que o valor da sua multa seja depositado.

“Reconheço que o Edenilson está chateado, perdeu um pênalti e teve suas redes sociais invadidas de forma covarde. Também tive. Ameaçaram até minha filha. Faz parte do futebol. Infelizmente esse ambiente traz pessoas com outros interesses, uma idoneidade diferente da nossa. Mas faz parte. Não vamos abrir mão do Edenilson. A não ser que venha uma proposta que cubra os interesses do atleta e daquilo que está em contrato”, disse ele.

Com Edenilson, o Inter volta a jogar no final de semana. No sábado, o Colorado enfrenta o Cuiabá, pela 14ª rodada do Brasileirão. Hoje o Inter ocupa a 14º colocação do nacional, com 14 pontos conquistados.

- Receba as notícias do Inter em primeira mão no seu celular, baixe nosso aplicativo!
Comentários
Loading...
Colabore com o jornalismo independente:
e3ff5de2-730e-45e7-a9ef-41802cfe4b27
Pix (Chave aleatória)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais