Paulo Paixão: “O time está desgastado e vinha correndo errado”

Foto: Reprodução/Canal do Inter

Coordenador da preparação física do Inter contratado após a saída de Miguel Ángel Ramírez, Paulo Paixão concedeu entrevista à Rádio Gaúcha e elogiou o preparador físico de Diego Aguirre.

“Estou muito orgulhoso de ver na profissão, um profissional como Piñatares, que tem qualidade de trabalho, tem diálogo. E o diálogo é um caminho mais rápido para chegar a um objetivo”, afirmou Paixão neste sábado.

“A preparação física tem vários caminhos. Todos eles levam a um objetivo de alta performance do atleta. É importante que a gente veio para o diálogo, mas já sabendo da qualidade do profissional que íamos encontrar. Então, não tem diferença, tem metodologia”, seguiu ele.

O coordenador da preparação do Inter ainda falou sobre a passagem de Ramírez pelo clube gaúcho.

“A questão do modelo faz com que o atleta fique tolhido, preocupado muito em cumprir essas funções que no Brasil, o treinador que estava, estava inovando tudo. No Brasil, não se joga no modelo que ele estava tentando implantar, então, tinha que ter muito tempo para fazer isso aí”, disse.

“No Brasil, no Estado do Rio Grande do Sul, no Internacional, não se tem tempo para isso. No meu entender, o profissional que vem para esse tipo de coisa, tem que ter o meio termo”, completou Paixão.

Para finalizar, ele também comentou sobre a preparação física do time. Paixão entende que os jogadores “corriam errado” com o espanhol.

“O time não está mal fisicamente, o time está desgastado e vinha correndo errado. É diferente. O time está desgastado. São muitos jogos, muitas viagens. A parte emocional afeta muito para os atletas, neste momento, para que venham a ter lesões. Ninguém está mal fisicamente correndo o que correram contra o Bahia”.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais