A viagem de Vitorio Piffero que poderia ter evitado a queda do Inter à série B

Foto: Inter

Em 2016, após maus resultados no Campeonato Brasileiro, a direção do Inter comandada pelo presidente Vitorio Piffero demitiu Argel Fucks. O treinador havia sido contratado depois da saída de Diego Aguirre, em 2015.

Na época, o nome do técnico Abel Braga foi especulado. Segundo revelado ao blog por um mês ex-dirigente que prefere manter o seu nome em off, o treinador não aceitou o convite do Inter em um primeiro momento.

Porém, segundo ele, uma pessoa próxima ao treinador informou ao presidente Vitorio Piffero que, se ele fizesse o convite pessoalmente, no Rio de Janeiro, o treinador não iria dizer não ao clube gaúcho.

“Foi tentado o Abel, mas ele não quis assumir em meio a temporada. Uma pessoa ligada ao Abel nos disse que pessoalmente ele não conseguiria dizer não ao Piffero. Mas ele não quis ir até o RJ falar com o Abel”, revelou.

Um pouco depois, a direção confirmou a contratação de Paulo Roberto Falcão, que acabou permanecendo no clube por menos de um mês e foi demitido para que Celso Roth e a SWAT assumissem. Mesmo com as mudanças, o Inter acabou sendo rebaixado à série B.

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais