No aniversário de 70 anos do Maracanã, relembre duas vitórias épicas do Inter no estádio

Foto: Divulgação

O estádio fundado em 16 de junho de 1950, Jornalista Mário Filho, popularmente conhecido como Maracanã, completa 70 anos nesta terça-feira. O gigante templo do futebol brasileiro, palco de duas finais de Copa do Mundo e tantas decisões nacionais também viu o Inter brilhar.

Em 1975 o Inter se apresentava de vez ao futebol brasileiro. O time gaúcho tentava sua primeira conquista nacional, mas primeiro precisaria passar pela temida Máquina Tricolor. O Fluminense dos campeões mundiais Rivellino, Félix e Carlos Alberto Torres também tinha outros nomes como Paulo César Caju. O Inter não se amedrontou com o acervo de craques do time das Laranjeiras.

No Maracanã em 7 de dezembro de 1975, na semifinal do Campeonato Brasileiro, o Inter escalado com Manga; Valdir, Figueroa, Erminio e Chico Fraga; Caçapava, Falcão e Carpegiani; Valdomiro, Lula e Flávio Minuano bateu a Máquina Tricolor. O time carioca não fez frente ao Colorado, que venceu por 2 a 0. Os gols foram de Lula e Carpegiani. Na sequência da competição o Inter bateu o Cruzeiro e foi campeão brasileiro pela primeira vez.

Já em 1979 o Brasil já conhecia o Internacional e o Maracanã já sabia quem era aquele time de vermelho. Naquela temporada, o Inter não havia perdido um jogo sequer até chegar a final. A missão daqueles atletas que vestiam as cores alvirrubras era simples: ser campeão.

A final foi contra o Vasco da Gama de Emerson Leão e Roberto Dinamite. Primeiro jogo no Rio, segundo em Porto Alegre. A partida de ida no Maracanã tinha um ar de dramaturgia. O Colorado não tinha Falcão, nem Valdomiro. Chico Spina substituiu o atacante, utilizando a 7.

Foi obra do destino. Sem um de seus melhores jogadores, o Internacional bateu o temido time carioca em território hostil. Escalado com Benítez; João Carlos, Mauro Galvão, Mauro Pastor e Cláudio Mineiro; Batista, Jair e Mário Sérgio; Chico Spina, Valdir e Bira o Internacional fez 2 a 0. Os dois gols marcados pelo camisa 7, substituto de Valdomiro: Chico Spina.

No Beira-Rio, o 2 a 1 com gols de Falcão e Jair pelo Inter decretaram o tricampeonato do Internacional e o título invicto de 1979. Até hoje, nenhum time repetiu o feito.

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais