Proprietários de hotel do caso de doping de Guerrero pedem que ele seja cortado da Copa América

O jogador peruano foi contratado pelo Inter em agosto de 2018

O caso de doping do centroavante Paolo Guerrero segue dando o que falar no Peru. Segundo o advogado do jogador do Inter Fernando Silva, os proprietários do hotel Swissotel, de Lima, solicitaram a Federação Peruana que o jogador seja cortado da Copa América em razão do imbróglio que vive na justiça.

“Pediram para que Paolo Guerrero não seja convocado. Esse é o teor da carta. Se pode revisar o último parágrafo e é basicamente isso que se entende”, disse Fernando Silva.

No começo do mês, esses funcionários do hotel disseram a um programa de televisão que o caso de doping havia acontecido por conta de uma jarra mal lavada no hotel.

Dias depois, foram divulgados áudios onde supostamente os mesmos funcionários combinavam uma versão para o caso para, posteriormente, receber um pagamento de Paolo Guerrero.

“O hotel diz que a contaminação cruzada não está demonstrada. Essa é uma maneira de enganar as pessoas”, sustentou o advogado de Guerrero.

O centroavante do Inter viajou para o Peru nesta segunda-feira para se apresentar ao técnico Ricardo Gareca, visando a disputa da Copa América. Antes da competição, a Seleção Peruana enfrenta a Costa Rica e a Colômbia em amistosos pré preparatórios.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais