Letícia Bellinaso e Tauane Schornes: Uma análise do jogo na Argentina e a expectativa para o restante da Copa Liberadores

Pela última rodada da fase de grupos da Libertadores da América, o Internacional foi até a Argentina enfrentar o River Plate no Monumental de Nuñes

Pela última rodada da fase de grupos da Libertadores da América, o Internacional foi até a Argentina enfrentar o River Plate no Monumental de Nuñes. Em um duelo de gigantes, os times empataram em 2×2, sendo os gols colorados marcados por Rafael Sobis.

Com o resultado, o time de Odair Hellmann chega a 14 pontos na competição, garantindo a liderança, a invencibilidade, e, consequentemente, a classificação para as oitavas de final no grupo A, considerado por muitos o grupo mais dificil da competição.

O time gaúcho demonstrou grande maturidade e competitividade ao enfrentar de igual pra igual o atual campeão da América, sendo superior ao time argentino na maior parte do jogo. De acordo com o presidente Marcelo Medeiros, o resultado mostrou a força do Clube na Libertadores, “sempre tivemos confiança no nosso grupo de atletas, e o primeiro lugar no grupo, garantindo o jogo de volta das oitavas no Beira-Rio, com o apoio de nossa torcida, nos torna cada vez mais forte”.

Vale citar os grandes destaques do Inter nesse jogo: Rafael Sobis (com 2 gols), Rodrigo Moledo e Nonato.

O nosso camisa 10, D’alessandro, ídolo do Internacional e River Plate, pisou no gramado do Monumental de Nuñez no segundo tempo e foi ovacionado pelas duas torcidas, tirando gritos e aplausos de todos.

Com o término da fase de grupos da Libertadores, o Inter termina em 3° na classificação geral, num eventual confronto das quartas e semi-finais, o Inter só não decidiria em casa contra Palmeiras e Cruzeiro.

O adversário das oitavas será definido em sorteio na sede da Conmebol, na próxima segunda feira 13/05. O jogo de ida será disputado somente após a Copa América, em julho.

O técnico Odair Hellman monta um time cada vez mais forte, competitivo, unido e com muita vontade de vencer, e nós, colorados, acreditaremos até o fim. Nunca foi fácil, mas o Inter nos provou diversas vezes que sonhar não custa nada, e nosso sonho está a pouco mais de 600 minutos de se tornar realidade.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais