Emocionado por voltar a Buenos Aires, D’Ale desabafa: “Nessas horas a gente recorda de muita coisa”

O meio-campo D'Alessandro tem motivos para comemorar a partida diante do River Plate nesta terça-feira

O meio-campo D’Alessandro tem motivos para comemorar a partida diante do River Plate nesta terça-feira, em Buenos Aires, valida pela última rodada da fase de grupo da Libertadores. Esta será a segunda vez que ele fará um jogo na sua cidade natal desde que chegou ao clube Gaúcho.

A primeira vez havia sido diante do Boca, na Sul-Americana de 2008. O jogador treinou nesta segunda-feira no estádio do Argentino Juniors, que fica a quatro quadras da casa da sua família. D’Ale foi acompanhado pelos seus pais e alguns amigos. Durante a sua entrevista coletiva, o argentino se emocionou várias vezes.

“Está sendo muito especial. Não via meus pais e meu irmão desde as férias. Jogar aqui, treinar em um bairro que conheço como a palma da mão, é muito legal”, disse.

Ao ser questionado pela imprensa se havia deixado alguma coisa pendente na passagem pelo River Plate, D’Alessandro respondeu:

“Não tenho nada pendente, talvez ter ganhado um título internacional importante. Sou muito grato ao River. Estou feliz e contente e sem nenhum arrependimento”.

Foi nesse momento da entrevista que D’Alessandro interrompeu a resposta e acabou indo às lágrimas.

“Nessas horas a gente recorda de muita coisa. Estou no fim da minha carreira e é a primeira vez que dou uma entrevista com a presença dos meus pais”.

Sobre o time que vai a campo contra o River Plate, a tendência é que Odair Hellmann opte por poupar os jogadores que estão pendurados com dois cartões amarelos: Casos de D’Ale, Patrick e Edenilson.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais