Técnico do próximo adversário do Inter na Libertadores se manifesta após torcida invadir treino

O Alianza Lima venceu uma partida pela última vez no dia 3 de março, quando bateu o César Vallejo por 3 a 1. De lá para cá vem de oito jogos sem vitórias, tendo perdido cinco jogos e empatado outros três.

A série de maus resultados também faz com que a equipe peruana apareça na lanterna no grupo A da Libertadores, que tem o Inter como líder com 10 pontos. A pressão é muito grande, tanto que na última quinta-feira torcedores do Alianza Lima invadiram o treino da equipe.

“Não busco desculpas. Trataremos de superar o momento. Devemos melhorar algumas coisas. Temos que manter a calma, confio nos meus jogadores e assumo toda a responsabilidade”, comentou Miguel Ángel Russo, treinador do próximo adversário do Inter na Libertadores.

O comandante foi questionado na sua última entrevista coletiva se colocaria o cargo à disposição pelos últimos resultados da equipe.

“Não penso nisso (demissão). Só penso em melhorar. Temos que olhar mais à frente. Se sai desta situação com trabalho. Temos muita ansiedade. Não gosto de estar nesta situação nunca, na realidade”, rebateu.

A grande chance do Alianza Lima de reverter a sua situação é a partida contra o Inter na próxima quarta-feira, que será válida pela quinta rodada da fase de grupo da Libertadores.

Antes, porém, o time peruano volta a campo pela décima rodada do campeonato peruano neste sábado, quando enfrenta o Pirata FC.

“Primeiro a gente tem o Pirata FC. Devemos ter uma boa atuação e ajustar os erros defensivos”, finalizou o técnico.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais