Jornalistas do centro do país analisam onde o Inter pode chegar no Brasileirão

O time gaúcho estreia na competição no próximo sábado, diante da Chapecoense

Próximo do começo do Brasileirão, o portal GauchaZH ouviu a imprensa do centro do país para avaliar o que o Inter pode almejar na competição nacional deste ano.

Para Léo Carmona, comentarista da SporTV, o time de Odair Hellmann entra em busca do título, assim como já fez em 2018.

“Manteve treinador, reforçou o time, campanha na Libertadores vem alavancando confiança do grupo e tem mando muito forte, o Beira-Rio sempre cheio coloca muita pressão sobre o adversário. Além disso, o time é tarimbado, está com mais rodagem depois da campanha do ano passado, que terminou em terceiro. Com relação à equipe do ano passado, está melhor. Então não tem por que não cogitar briga pelo título”, disse ele.

Mario Marra, comentarista da ESPN e da Rádio CBN, vai na mesma linha. Para ele, o time de Odair entra visando a conquista do Tetracampeonato da competição.

“O time do Odair Hellmann vem apresentando uma evolução ofensiva. A imprensa vê o Inter com um grupo de força física e padrão de jogo estabelecido. Mas eu já enxergo mais do que isso: o Inter teve muita posse de bola fora de casa contra o Alianza Lima. Manteve a solidez defensiva e foi envolvente. O Inter pode entrar nesse seleto grupo se houver avanço do jogo ofensivo. Dá sinais de que está evoluindo neste aspecto e por isso pode incomodar na ponta de cima também”.

Ana Thaís Matos, comentarista do SporTV, também entende que o time gaúcho é um dos principais do país.

“Inter: briga pelo título. O Inter ficou no quase ano passado, mas fez um grande campeonato para quem tinha retornado para a Série A. Porém, faltou elenco, banco. Agora, está bem reforçado, com um trabalho bom do Odair Hellmann e com estilo de jogo para o Brasileirão, inclusive”.

Já para Bibiana Bolson, repórter da ESPN e comentarista da RedeTV, tanto o colorado quanto o Grêmio entram no Brasileirão buscando uma vaga na Libertadores.

“Pelo formato, o Brasileirão exige um elenco grande, com muitas opções. Em comparação com os investimentos dos times de Rio Janeiro e São Paulo, Grêmio e Inter ainda ficam um pouco sem fôlego. Fica difícil pra quem tem orçamento mais limitado. Em determinado momento da competição, podem até brigar pelo título, mas é difícil desgarrar dessa turma. Acho que a dupla Gre-Nal tem dois grandes acréscimos de qualidade. O Inter com Paolo Guerrero, que está bem determinado, mesmo que ainda não tenha retomado plenamente a forma. No Grêmio, o Tardelli, que está na lista dos 10 maiores artilheiros do Brasileirão, é um grande reforço de experiência”.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais