Fernando Carvalho revela como foi a negociação para contratação de D’Alessandro em 2008

Foto: Divulgação / Inter 



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O Internacional enfrenta o River Plate na noite desta quarta-feira em partida válida pela terceira rodada da fase de grupo da Libertadores da América. Para o confronto, Odair poderá contar com a volta do meio-campo D’Alessandro, que está recuperado de lesão. O time argentino, aliás, foi um dos responsáveis pela sua vinda ao colorado em 2008. 


“Eu sempre acompanhei muito o futebol argentino. Achava o D’Alessandro um craque desde quando ele se destacou no River e nas seleções de base. Era quase um novo Maradona, canhoto e tinha temperamento forte. Cheguei uma vez a vê-lo em campo quando fui passear em Buenos Aires em um jogo contra o Vélez (Sarsfield), mas a arquibancada do Monumental era muito alta, estava atrás do gol e mal conseguia vê-lo (risos)”, disse Fernando Carvalho, ex-presidente, a ESPN. 


Depois de ir para a Europa e rodar por várias equipes até 2008, o Zaragoza, da Espanha, emprestou D’Alessandro para o San Lorenzo, da Argentina, e aí o meio-campo entrou de vez no radar do Inter depois de se destacar em uma partida contra o River Plate no Monumental de Nuñez.


“Depois, ele passou por várias equipes e o perdi um pouco do radar. Um dia, vi o D’Alessandro como protagonista, jogando demais, mesmo com o time dele perdendo por 2 a 0. Eles estavam com dois jogadores a menos e ele bateu escanteio, falta… Eles empataram depois em 2 a 2 e se classificaram. O D’Ale foi o grande nome daquele jogo”, recordou Carvalho, que passava férias em Punta del Este, no Uruguai. 



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“Quando eu voltei ao Inter [como vice-presidente de futebol], pensei: ‘D’Alessandro no San Lorenzo? Ele poderia estar no Inter!’ Mas a ideia ficou só no pensamento. Pouco tempo depois, contratamos o Tite e uma das posições que ele nos pediu era de um meia. Um empresário, que tem ligações com futebol argentino, me ofereceu um jogador, mas recusei. Eu disse: ‘Me traga um jogador bom, tipo o D’Alessandro, por exemplo. Ele é um craque de bola, está jogando no San Lorenzo’. Uma semana depois, ele trouxe uma carta do empresário do D’Alessandro que o autorizava a ser o representante exclusivo”, afirmou o ex-dirigente. 


Foi então que a direção do Inter viajou para Argentina para conversar com D’Alessandro. 


“Falei como era o clube, as pretensões que tínhamos para ele e as nossas regras. Abordamos com o D’Alessandro sobre a fama de ser uma pessoa de relacionamento difícil e desagregador. Ele me respondeu: ‘Eu sou profissional. Se as pessoas cumprirem comigo, eu cumpro rigorosamente tudo que combinei. Mas vou te cobrar o que foi combinado e vamos nos dar bem’. Ele foi receptivo desde o começo”, contou. 


Fernando Carvalho revela que a parte que envolveu o jogador foi fácil de negociar. As dificuldades ficaram por conta dos outros envolvidos na negociação para que o jogador viesse a Porto Alegre.



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“O problema é que o Zaragoza era detentor de 50% dos direitos dele e tinha um grande empresário argentino, Marcelo Tinelli, torcedor do San Lorenzo, que tinha a outra metade. A gente tinha que comprar as duas partes, mas havia um prazo para que o empresário comprasse do Zaragoza. A negociação foi muito difícil porque eles exigiam garantias e não tínhamos dinheiro à vista. Precisamos de ajuda do Delcir Sonda não só para colocar dinheiro, mas para dar as garantias”, relatou. 


O negócio foi fechado e anunciado no dia 22 de julho de 2008. Para contratar D’Alessandro o Inter desembolsou 7 milhões de dólares. 


“Ele estreou em um Gre-Nal que nós empatamos. No clássico seguinte, cerca de um mês depois, ele foi o principal jogador e vencemos por 4 a 1. Ele fez um gol e participou dos outros três. Aí, virou um grande ídolo”, recordou Fernando Carvalho, para finalizar. 


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais