Clube de Santa Catarina vai acionar o Inter na justiça por dívida; entenda

Foto: Divulgação 



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A direção do Joinville irá acionar o Inter no tribunal da CBF. Isso por conta da quebra contratual no acordo referente à venda do volante Anselmo para o futebol árabe. 


O jogador foi negociado pelo Inter no meio do ano passado com o Al-Wehda por 3 milhões de euros. Parte deste valor deveria ter sido repassado ao time de Santa Catarina no começo desta temporada. 


O diretor financeiro do Joinville, Alexandre Poleza, diz que o clube de Santa Catarina vai atrás dos valores referentes a quebra do acordo. Segundo ele, ficou acertado entre as partes que, caso o pagamento de alguma parcela tivesse atraso superior a 30 dias, o JEC teria direito a mais 10% do montante da negociação. 


O clube Gaúcho deveria repassar R$ 1,7 milhão em 16 parcelas de R$ 93 mil ao Joinville.


“O Inter atrasou as parcelas de janeiro e de fevereiro. Agora, as duas já estão pagas. Porém, como houve um atraso superior a carência prevista no contrato de 30 dias, nós vamos à CBF para fazer valer a multa de quebra contratual”, explicou o dirigente, que ainda disse que a parcela de março também já está atrasada.


A ideia do clube Catarinense é entrar na justiça para cobrar os 170 mil reais que estão previstos na multa pelo atraso das parcelas. O dirigente também lembrou que a relação entre os dois clubes é bastante boa, mas que o Joinville passa por um momento financeiro complicado e por isso buscará os seus direitos. 


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais