Zagueiro que pertence ao Inter e aparece na lista dos melhores do Paulistão fala sobre o futuro: confira

Adicionar legenda

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O zagueiro Léo Ortiz está emprestado pelo Inter ao Red Bull para a disputa do Paulistão. E na competição estadual aparece na seleção dos melhores, elaborada pelo Footstats.


O defensor falou em entrevista para o portal GauchaZH e comentou a boa fase vivida no time de São Paulo, que foi a grande surpresa desta temporada.

Léo começou respondendo sobre estar presente na seleção do Paulistão.

“É fruto de um trabalho que venho fazendo e dos objetivos que o clube traçou. A gente vem desenvolvendo isso desde a pré-temporada, vem fazendo um bom campeonato, e isso ajuda na individualidade também”.

Também falou sobre Antônio Carlos Zago, que levou o Red Bull a fazer a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“Foi ele quem me subiu da base no Inter. Quando chegou ao Red Bull, no final do ano passado, me ligou e apresentou o projeto. Tenho um carinho muito grande por ele, fico muito feliz por ter me procurado, até porque é uma pessoa que foi um exemplo na profissão. Conviver com ele e pegar dicas é muito importante para minha carreira”.


Sobre a passagem pelo Inter em 2017, lembrou que estreou muito bem, mas que após, por jovem e estar subindo da base, acabou sentindo. O rebaixamento inédito também pesou, segundo Ortiz.

“Era um ano complicado, vindo de outro ano ainda mais difícil, atípico para a torcida que nunca tinha vivido isso (rebaixamento). Então, para um garoto, estrear assim é complicado. Não sei se faltou paciência, mas foi tudo muito rápido. Tive uma estreia muito boa, que criou uma expectativa, assim como se criou com o Charles. Isso pesou um pouco, mas hoje já me sinto mais experiente e consigo entender mais o que aconteceu. Fico mais tranquilo. Penso que aquilo passou e tenho que viver o que está acontecendo agora”.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Revelou que já conversou com Magrão, seu procurador, para tratar de propostas somente após a participação nos estaduais.


“Estou emprestado ao Red Bull até o final do Paulistão e tenho contrato com o Inter até o final do ano. A gente sabe que quando um clube menor desponta nos Estaduais, sempre vêm propostas. Mas já pedi ao meu empresário para que espere um pouco, para conversarmos só depois do Paulista, para eu ficar focado nos mata-matas”.

O zagueiro tem vínculo com o Colorado até o final do ano e, com a boa campanha no Paulistão, deve receber propostas para seguir longe do Beira-Rio.

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais