Herick Alves: Gracias por todo, Cholo

Foto: Divulgação 



Aos 40 anos, Pablo Horácio Guinazu anunciou sua aposentadoria dos gramados. É um momento triste para todos os colorados, que tiveram o prazer de vê-lo em campo honrando o manto sagrado com todas suas forças. Guina não era e nunca foi um primor técnico, mas era bom jogador, raçudo, sem medo, dava a vida em campo. 


Era o torcedor dentro das quatro linhas, e assim foi conquistando o espaço no coração da torcida do Inter. Por aqui brigou, lutou, deu carrinhos, foi campeão e capitão. Além de marcar 4 gols. Guinazu é ídolo de toda uma nação, porque era nossa representatividade dentro de campo. Tinha garra, vontade e amor á camisa. Não veremos outro Guinazu, tampouco alguém parecido. 


Nos dias atuais são poucos jogadores nesses moldes. Uma pena. Fica o orgulho de ter visto Guinazu jogando pelo Inter e jogando de forma tão vitoriosa. Não tem torcedor que não quisesse ter visto Guina com a camisa do seu clube. Guinazu é exemplo de jogador, pai, atleta e amigo, querido por todos que conhece. 


Foi ao Talleres porque seu pai pediu antes de morrer e levou o time de volta para a Libertadores, mesmo não chegando na fase de grupos, mas ele deu o seu máximo. Como sempre fez pelo Inter. Eu sei que é difícil, mas nem que seja por descuido, se descubra mais um Guinazu por aí.


GRACIAS POR TODO, CHOLO!


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais