Publicidade

Herick Alves: Gracias por todo, Cholo

Foto: Divulgação 

Aos 40 anos, Pablo Horácio Guinazu anunciou sua aposentadoria dos gramados. É um momento triste para todos os colorados, que tiveram o prazer de vê-lo em campo honrando o manto sagrado com todas suas forças. Guina não era e nunca foi um primor técnico, mas era bom jogador, raçudo, sem medo, dava a vida em campo. 

Era o torcedor dentro das quatro linhas, e assim foi conquistando o espaço no coração da torcida do Inter. Por aqui brigou, lutou, deu carrinhos, foi campeão e capitão. Além de marcar 4 gols. Guinazu é ídolo de toda uma nação, porque era nossa representatividade dentro de campo. Tinha garra, vontade e amor á camisa. Não veremos outro Guinazu, tampouco alguém parecido. 

Nos dias atuais são poucos jogadores nesses moldes. Uma pena. Fica o orgulho de ter visto Guinazu jogando pelo Inter e jogando de forma tão vitoriosa. Não tem torcedor que não quisesse ter visto Guina com a camisa do seu clube. Guinazu é exemplo de jogador, pai, atleta e amigo, querido por todos que conhece. 

Foi ao Talleres porque seu pai pediu antes de morrer e levou o time de volta para a Libertadores, mesmo não chegando na fase de grupos, mas ele deu o seu máximo. Como sempre fez pelo Inter. Eu sei que é difícil, mas nem que seja por descuido, se descubra mais um Guinazu por aí.

GRACIAS POR TODO, CHOLO!
Herick Alves: Gracias por todo, Cholo Herick Alves: Gracias por todo, Cholo Reviewed by Herick Alves on março 05, 2019 Rating: 5
Comentários
0 Comentários