Comissão técnica e direção comentam queda de rendimento de meio-campo

Foto: Divulgação / Inter 



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O meio-campo Gustavo Nonato foi um dos responsáveis pela derrota do Inter no clássico contra o Grêmio. O jogador acabou sendo expulso no primeiro tempo quando a partida ainda estava 0 a 0. Desde então, o rendimento do jogador oscilou bastante. A comissão técnica do Inter, porém, não vê relação entre o fato ocorrido contra o Grêmio para a queda de rendimento.


“Ele assimilou bem o que houve no Gre-Nal. A conversa foi boa e é a mesma com mais velhos ou meninos. Foi muito clara. Ele veio até mim, eu disse para ficar tranquilo sobre aquilo. Olhamos o lance para ver o que podemos fazer em outras circunstâncias. É um aprendizado muito importante para quem é iniciante, está repetindo mais jogos, tendo chances. Quanto a isso, posso ficar tranquilo. Ele já tirou de boa. No jogo passado teve um lance parecido que conseguiu pressionar o Preto (do Novo Hamburgo) e forçar a tocar a bola para trás. É um processo natural. Hoje (quarta), como coletivamente não fizemos um bom jogo as individualidades sentiram também”, disse o técnico Odair Hellmann. 


O treinador do Inter disse que os jovens que subiram a equipe principal estão evoluindo jogo a jogo. Para ele, é natural as oscilações.


“É tudo um processo, um caminho, os jovens estão evoluindo jogo a jogo. Um processo natural de evolução, de maturidade, de amadurecimento, e quanto mais os jovens jogam, mais aprendem com isso. É natural que aconteça em algum momento de oscilar um pouco, mas eles estão tendo esta naturalidade. Temos calma para quando acontecer isso sabermos que faz parte de um processo”, comentou. 



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Nonato está emprestado ao Inter pelo São Caetano até o final do ano. Para adquirir 50% dos seus direitos, o colorado terá que desembolsar R$ 2 milhões, segundo revelou o presidente do time paulista a Revista Colorada dias atrás. 


“As oscilações são normais. É um jovem que está tendo suas primeiras oportunidades em clube grande. O Nico tinha jogado Libertadores e na Europa e precisou de um tempo de adaptação, sendo que era muito mais experiente do que estes jovens. Temos que ter paciência e todo cuidado com o atleta. Não tem nada a ver com Gre-Nal, é uma questão normal na vida dos atletas”, comentou o vice-presidente de futebol Roberto Melo.


Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceitar Ler mais