Publicidade!

Em entrevista no Peru, Paolo Guerrero diz que punição é ‘triste’, mas garante que seguirá lutando para atuar ainda em 2018: “É muito injusto”

Foto: Reprodução 


O centroavante Paolo Guerrero concedeu entrevista exclusiva para os canais ESPN no Peru e falou sobre a sua punição por doping. Segundo o centroavante, a questão é triste, mas ele lembrou que seguirá lutando para atuar ainda em 2018. 

"Triste, não? Mas eu sigo forte. Tenho que resolver meu tema. Estou vendo todas as questões legais com os meus advogados para que se resolva o quanto antes". 


O atacante contratado pelo Inter após o final do seu vínculo com o Flamengo também disse que não esperava ser punido novamente. 

"Não, não esperávamos. Não tinha essa expectativa. Mas bem, a sansão chegou. Agora tenho que continuar batalhando e lutando pela minha inocência. Está claro, todos sabem o que aconteceu. É muito injusto que eu esteja passando por esta situação", finalizou o jogador peruano de 34 anos. 


Em contato com a nossa reportagem no último sábado, um importante dirigente do Inter afirmou que o clube sabe que será difícil reverter a situação do jogador para que ele atue e ainda em 2018. Porém, a ideia é seguir lutando para que isso aconteça. 


Paolo Guerrero assinou contrato com o Inter válido por 3 anos. Aqui, receberá, quando eu estiver à disposição, 4 quatro milhões de reais anuais, além de luvas e bonificação por objetivos alcançados. 
Em entrevista no Peru, Paolo Guerrero diz que punição é ‘triste’, mas garante que seguirá lutando para atuar ainda em 2018: “É muito injusto” Em entrevista no Peru, Paolo Guerrero diz que punição é ‘triste’, mas garante que seguirá lutando para atuar ainda em 2018: “É muito injusto” Reviewed by Revista on agosto 26, 2018 Rating: 5
Comentários
0 Comentários