Publicidade!

Em entrevista, Rodrigo Caetano projeta “grande” segundo semestre e elogia Willian Arão: "É um jogador que tem boa transição”

Foto: Divulgação / Inter 

Nesta quarta-feira pela noite, o Internacional enfrenta o Vitória, da Bahia, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro de 2018. Antes do compromisso pela competição nacional, o diretor-executivo do Inter, Rodrigo Caetano, conversou com a reportagem da Rádio Bandeirantes na concentração da equipe. 

Sobre o objetivo inicial da equipe Gaúcha na competição nacional, Rodrigo Caetano afirmou que sempre é ficar encostado na parte de cima da tabela. "Meu objetivo é ficar no topo e sempre ficar próximo dos líderes", afirmou.

O dirigente também elogiou o elenco montado pela direção e afirmou que dará continuidade ao trabalho realizado pelo ex-executivo, jorge Macedo. "O mais importante é que o elenco do Internacional tem um bom nível, estou dando continuidade no trabalho do Jorge Macedo, e o objetivo é tornar uma equipe segura. Com isso, o Internacional vai voltar a postular por títulos e vaga na Libertadores". 


O executivo fez uma análise em relação a sua passagem pelo Vasco da Gama, quando foi trabalhar na equipe carioca após o rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. "Foi um período de reconstrução e que se assemelha a situação atual do Internacional. Cada clube tem suas peculiaridades, sua história e suas características. Mas falando de momento, são iguais". 


Após, o dirigente afirmou que a ideia é fazer um grande segundo semestre em 2018, projetando, quem sabe, uma vaga na Libertadores da América do próximo ano. "A ideia é fazer um grande ano, um grande segundo semestre, e projetar um belo 2019". 

Questionado sobre possíveis saídas, Rodrigo Caetano afirmou que todo clube necessita negociar alguns dos seus atletas durante as temporadas para manter as finanças em dia. "A venda ela se faz necessária em qualquer clube do futebol brasileiro, e o Internacional não é diferente". 

No entanto, negou que até o momento propostas pelos seus jogadores tenham chegado a mesa da direção do Inter. "Não se tem nome, não se tem proposta nenhuma pelo Víctor Cuesta". 

Disse, também, que o momento é de confirmar a boa fase, já que a equipe vem de três partidas, com sete pontos conquistados. "O momento é de reafirmar os resultados positivos que o time vem tendo. De momento é isso, muita conversa, muito diagnostico e muito trabalho". 


Questionado sobre o volante Willian Arão, que interessa ao Inter para o restante da temporada, afirmou: "É um jogador que tem boa transição, em 2016/2017 foi o jogador que mais atuou pelo Flamengo, tem bastante regularidade, costuma entrar na área para finalização". 


Em tempo: Em contato com a nossa reportagem recentemente, tanto a direção do Inter quanto a direção do Flamengo negaram que o jogador esteja sendo contratado pela equipe Gaúcha. A informação é que nem mesmo uma proposta oficial foi apresentada pelo meio-campo da equipe carioca, mas que isso pode acontecer nos próximos dias.
Em entrevista, Rodrigo Caetano projeta “grande” segundo semestre e elogia Willian Arão: "É um jogador que tem boa transição” Em entrevista, Rodrigo Caetano projeta “grande” segundo semestre e elogia Willian Arão: "É um jogador que tem boa transição” Reviewed by Revista on maio 30, 2018 Rating: 5
Comentários
0 Comentários